Arquipélago dos Bijagós

 

O Arquipélagos dos Bijagós é composto por 88 ilhas e ilhéus, localizadas na costa do Oceano Atlântico da Guiné-Bissau, separado do continente pelos canais do Geba, Pedro Álvares, Bolama e Canhabaque.

As principais ilhas são Ganogo, Bubaque, Meneg, Orangozinho, Sogá, Orango, Uno, Uracane, Rubane, Eguba, Canhabaque, Formosa, Ponta, Maio, Caravela, Caraxe, Unhocomo, Unhocomozinho e Galinhas.

No século 15, essas ilhas eram habitadas pelo povo bijagós. Os europeus começaram a habitá-las no século 18. Os ingleses estabeleceram-se na ilha de Bolama, em 1792, mas a abandonaram depois de cerca de 17 anos, por causa dos muitos ataques dos nativos. Em 1870, os portugueses tomaram posse das ilhas. Os bijagós ainda habitam algumas ilhas do arquipélago.

Desde 1996, o Arquipélago está na lista da Unesco como reserva da biosfera. Possui grande diversidade de flora e fauna, incluindo espécies raras de hipopótamos e crocodilos.

 

◄ Guiné-Bissau

Santuario ecologico

 

Ritual de um grupo étnico na ilha Bubaque, em divulgação do hotel Casa Dora, uma aconchegante pousada na ilha.

 

Instalações do Hotel Orango em uma parte paradisíaca da Ilha Orango, em um parque nacional (foto de Helio & Van Ingen).

 

Aspecto de uma das ilhas dos Bijagós.

 

 

Mapa Bijagos

 

Ritual

 

Copyright © Guia Geográfico - Santuários ecológicos africanos, Bissagos.

 

Vegetação

 

Praia

 

Viagem Guine Bissau

 

 

 

 

 

IUCN / Guinea-Bissau

 

 

 

Arquipélago dos Bijagós

 

 

 

 

(Foto IUCN / Guinea-Bissau)